THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

domingo, 28 de junho de 2009

sexta-feira, 26 de junho de 2009

O meu vinil do Thriller está a tocar

quinta-feira, 25 de junho de 2009

High Five!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Da Argentina ao Chile

terça-feira, 23 de junho de 2009

Na Terra dos Pés Grandes









ver mais

1ª Regra para se arranjar o/a amante perfeito e diminuir os riscos de se ser apanhado com a boca na botija

-Arranjar alguém que tenha o mesmo nome que o seu parceiro amoroso é o ideal por várias razões, sendo a mais óbvia o facto de não correr o risco de se enganar no nome de nenhuma das pessoas em questão.

-Bónus: se o/a amante tiver o mesmo tipo de emprego que o seu parceiro amoroso.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

O mundo

O mundo é pequeno.
O mundo cabe no bolso.
O mundo é irónico.
O mundo é humilhante.
O mundo não tem segredos.
O mundo não tem escrúpulos.
O mundo não deixa esquecer.
O mundo não anda para a frente.
O mundo é o mundinho do mundo.
O mundo é uma palavra estranha.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

These days



I've been out walking
I don't do too much talking
These days, these days.
These days I seem to think a lot
About the things that I forgot to do
And all the times I had the chance to.

I've stopped my rambling,
I don't do too much gambling
These days, these days.
These days I seem to think about
How all the changes came about my ways
And I wonder if I'll see another highway.

I had a lover,
I don't think I'll risk another
These days, these days.
And if I seem to be afraid
To live the life that I have made in song
It's just that I've been losing so long.
La la la la la, la la.

I've stopped my dreaming,
I won't do too much scheming
These days, these days.
These days I sit on corner stones
And count the time in quarter tones to ten.
Please don't confront me with my failures,
I had not forgotten them.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Está tudo dito!

quarta-feira, 3 de junho de 2009

8 de Junho

terça-feira, 2 de junho de 2009

segunda-feira, 1 de junho de 2009

O que faria Dustin Hoffman se tivesse um blog em 1967?

Sinto-me um bocadinho como Benjamin Braddock no filme The Graduate. O que fazer, agora, com todos aqueles anos de estudo? Boa questão...
Talvez me deva envolver com algum Mr. Robinson, e depois apaixonar-me pelo filho e fugir com ele no dia do seu casamento.
Mas não, em vez disso, tenho um blog.